Governo de São Paulo repassa R$ 84 milhões para a assistência social da capital

R$ 64 milhões serão repassados por meio do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) para fortalecer a rede socioassistencial municipal, além de anuncio de investimento de R$ 20 milhões para os programas de transferência de renda como Ação Jovem e Ren

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

imagem

84 milhões destinados para assistência social da capital

Nesta quarta-feira (04/01), às 10h30, o secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo, Floriano Pesaro assinou repasse do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) e anunciou investimento nos Programas de transferência de renda no valor total de R$ 84 milhões para a assistência social da capital paulista. O evento aconteceu na sede da prefeitura de São Paulo, Viaduto do Chá, 15.

Participaram da cerimônia a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Soninha Francine, o governador Geraldo Alckmin, o Prefeito João Dória, o vice prefeito Bruno Covas, a secretária adjunta da Seds Marina Bragante, coordenadores e técnicos da area social.

Deste total, R$ 64.875.853,00 serão destinados por meio do FEAS para o Fundo Municipal de Assistência Social para o fortalecimento da rede de serviços com expectativa de atender 86 mil paulistas em 224 serviços e ações socioassistenciais. Os recursos serão aplicados para o atendimento de acolhimento para crianças, adolescentes e idosos e moradores em situação de rua entre outros serviços como os Centros de Desenvolvimento Social Produtivo para Adolescentes, Jovens e Adultos.

Somado ao FEAS também foi anunciado o investimento R$ 20.054.400,00 para os Programas de transferência de renda na capital. No Programa Ação Jovem serão atendidos 6.132 jovens com idade entre 15 e 24 anos. O Programa tem como objetivo o estimulo da conclusão da escolaridade básica com promoção da inclusão no mercado de trabalho. No Programa Renda Cidadã, a cobertura dos recursos deverá atender 14.758 famílias em situação de vulnerabilidade social, das famílias que vivem com renda mensal per capta de 1/4 (um quarto) do salário mínimo.

 “Nesta construção o Estado exerce um papel importante. Ele possui uma visão macro das práticas e desafios de cada município, de cada região. A ele cabe comparar desempenhos e disseminar boas práticas. Mas é o município o primeiro elo da cadeia. É ele o operador das ações”, afirma, Floriano Pesaro, Secretário de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo.

Sobre o Fundo Estadual de Assistência Social

Na hierarquia do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS) repassa recursos do Fundo Estadual ao Fundo Municipal para que sejam investidos em serviços, ações e programas socioassistenciais.

O repasse é realizado de acordo com as ações definidas no Plano Municipal de Assistência Social (PMAS). Com isso, as secretarias municipais de Assistência Social definem o cofinanciamento estadual.

Na capital paulista, parte dos recursos serão destinados para cofinanciar acolhimento de crianças, adolescentes e idosos, serviços de acolhimento para moradores em situação de rua, entre outras demandas dentro da política dos Serviços de Proteção Social Básica (R$ 23.185.507,44), Proteção Social Especial de Média Complexidade (R$ 8.961.139,12) e Proteção Especial de Alta Complexidade (R$ 32.729.206,44).

Os serviços de Média Complexidade englobam o atendimento social nos Centros de Referência em Assistência Social (CREAS) onde os profissionais atendem as demandas sociais imediatas. Quando necessário, é feito o encaminhamento para os equipamentos da rede ou outros tipos de acolhimento.

Na proteção social Especial de Alta Complexidade está prevista a garantia de direitos para as famílias e indivíduos que sofreram algum tipo de violação ou estão com vínculos familiares rompidos.

No atendimento para moradores em situação de rua, o trabalho funciona por meio de serviços de abordagem, Centro de Referência Especializado em população em situação de rua e serviços de acolhimento.

Sobre os Programas de Transferência de Renda

Para ter acesso aos programas de transferência de renda é necessário que a família atualize seus dados no CadÚnico. Acesse: www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br/

Ação Jovem - é um programa de transferência de renda da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS) que tem como objetivo estimular a conclusão da escolaridade básica e preparar o jovem para o mercado de trabalho. O Programa promove o desenvolvimento pessoal, a inserção no mercado e o fomento de sua preparação para o efetivo exercício da cidadania. Para receber o benefício de R$ 80 reais mensais, é preciso ser estudante com idade entre 15 a 24 anos, estar matriculado no ensino regular ou EJA, apresentar frequência mínima de 75% das aulas, obter aprovação escolar, pertencer a uma família cuja renda mensal seja de até meio salário mínimo por pessoa, participar de atividades complementares no contra período da escola.

Renda Cidadã - é um programa estadual de transferência de renda da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS) que promove ações complementares e concede apoio financeiro direto às famílias. O benefício é de R$ 80,00 mensais. Famílias com renda mensal per capta de 1/4 (um quarto) do salário mínimo são prioritárias. Devem apresentar carteira de vacinação em dia dos menores de seis anos. Comprovar frequência escolar mínima de 75% (alunos entre 6 a 15 anos) e ter ao menos um integrante da família participando de atividades complementares oferecidas pela prefeitura.

Voltar para o topo