Governo de SP assina termo de colaboração para implantação da quarta unidade do Bom Prato em Santos

Unidade servirá 950 refeições diárias, sendo 800 no almoço, e 150 no café da manhã

No dia 04/10, às 16h30, o Governo do Estado de SP, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, assinou com a Prefeitura de Santos e com a Organização da Sociedade Civil (OSC) Vidas Recicladas o termo de colaboração para implantação do Bom Prato IV de Santos. O evento foi realizado na prefeitura da cidade e contou com as presenças do secretário de Estado Gilberto Nascimento Jr, do prefeito Paulo Alexandre Barbosa, do secretário municipal de Assistência Social Flávio Ramirez Jordão e do presidente da OSC Luiz Claudio Varella Zannin.

Serão investidos R$ 1.164.960,00 (R$ 782.160,00 de custeio, R$ 192 mil com verbas da Prefeitura para reforma do prédio e R$ 190.800,00 com as refeições) nesta quarta unidade. Santos já conta outros três restaurantes popular Bom Prato, inaugurados, respetivamente, em outubro de 2005 (Mercado), maio de 2012 (Zona Noroeste) e junho de 2016 (Santos Morros). Na Baixada Santista, a população pode encontrar Bom Prato em São Vicente, no Guarujá e, futuramente, em Cubatão. 

A Unidade Santos IV – Dique Vila Gilda oferecerá 950 refeições (800 almoços e 150 cafés da manhã), com os mesmos preços praticados em todos os restaurantes do programa: R$ 0,50 o café e R$ 1,00 o almoço.

Segundo o secretário Gilberto Nascimento, é prioridade do Governo de São Paulo garantir a segurança alimentar da população. “O sucesso do Bom Prato está na fórmula: refeições a preços mais que acessíveis com rígida fiscalização na qualidade dos alimentos e nos serviços prestados ao público. Estas são as diretrizes e a filosofia do Bom Prato”, explica.

 

Sobre o Bom Prato

Criado há 17 anos, a rede de restaurantes populares oferta alimentação balanceada e de qualidade (almoço e café da manhã) com foco na população de baixa renda, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social.

No Estado de São Paulo, o Bom Prato é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e atende diariamente cerca de 90 mil refeições. Desde a inauguração em 2000, já serviu mais de 205 milhões de refeições e investiu mais de R$ 578 milhões.

Há 54 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no litoral e 17 no interior. O almoço tem custo de R$ 1,00, com alimentação balanceada de 1.200 calorias.

O café da manhã oferecido inclui leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição, de 400 calorias em média, custa R$ 0,50.

 

Assessoria de Imprensa

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo

Fone: (11) 2763-8323/ (11) 2763-8131

socialsaopaulo@gmail.com

Voltar para o topo