São José dos Campos recebe primeiro encontro da Rede Social São Paulo em 2007




São José dos Campos recebe primeiro encontro

da Rede Social São Paulo em 2007
A Rede Social São Paulo realizou nesta quinta-feira (16/08) o primeiro encontro do Projeto Envolver, em 2007, no município de São José dos Campos. Com os objetivos de fortalecer as redes sociais locais e incentivar a continuidade das ações iniciadas em 2006 na região, a jornada reuniu cerca de 90 pessoas de 13 cidades do Vale do Paraíba.

No auditório do Núcleo Parque Tecnológico, os participantes se reuniram pela manhã e ouviram as primeiras instruções para os trabalhos que seriam desenvolvidos ao longo do dia. “Elaboramos atividades para que vocês criem comitês locais e assim desenvolvam planos de ações para os municípios”, disse logo no início Cenise Monte Vicente, consultora da Rede Social SP no projeto Envolver. “O nosso primeiro objetivo é que o pólo de São José dos Campos crie um plano de aprimoramento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA)”, completou.

Entre agosto e dezembro de 2006, foram realizados 6 encontros do Envolver na região. Nas jornadas de Mobilização, Aplicação da Metodologia e Formações houve mais de 780 participações de pessoas ligadas a garantia dos direitos da infância e juventude. Conselheiros tutelares e de direitos, profissionais da área jurídica, segurança pública, educação, saúde, assistência social, empresários, dirigentes de órgãos públicos e de ONGs. Durante esta etapa, cada município levantou seus principais desafios e as propostas para que os direitos das crianças e dos adolescentes fossem cumpridos na sua integridade.

Nesta nova etapa do Envolver, composta por 3 encontros em cada pólo, essas lideranças receberão informações e formação para utilizar indicadores e métodos que visam nortear e sustentar o trabalho de fortalecimento das redes nos municípios e regiões.

Para Rosane Ferreira Faria, conselheira municipal dos direitos da criança e do adolescente (CMDCA), não se trabalha mais na garantia dos direitos sem uma rede social local. “Em São José dos Campos, quase todos os serviços de assistência à criança e ao adolescente se comunicam. Temos um Sistema Intregrado de Assistência Social que permite saber por quais atendimentos uma criança já passou e o que já foi feito para ela. Também discutimos as lacunas e os serviços disponíveis e apresentamos à administração municipal. Conseguimos, inclusive, fazer inclusões no orçamento no município”, completou.

Segundo a assistente social de São José dos Campos, Ana Lúcia Frigi, a Rede Social tem possibilitado o fortalecimento da rede local. “Nestes encontros, conseguimos identificar outras atores e entidades que atuam no mesmo sistema”.

No período da tarde, após alguns trabalhos realizados em sala de aula, os participantes foram convidados para uma atividade mais descontraída; uma valsa. A dança foi usada para demonstrar a importância do trabalho em conjunto e no mesmo compasso. "Gostei muito de participar das atividade. Já participei de conferências de direitos e de assistência social e mesmo assim não sabia muito sobre nosso direitos e deveres. Hoje aprendi muita coisa que eu não sabia, como por exemplo que um adolescente não pode ficar preso numa cela", disse Nathalia Aparecida Silva, adolescente do Grupo de Apoio ao Menor Trabalhador - GAMT, de Caçapava.

Em seguida, com todos mais relaxados, foi apresentado o novo portal de internet da Rede Social São Paulo. Desenvolvido em parceira com a Comunitas, esta nova ferramenta inovadora irá fortalecer a articulação entre os integrantes das redes sociais locais. Em um mesmo ambiente virtual é possível compartilhar conhecimento, conectar ações e disseminar boas práticas. (www.redesocialsaopaulo.org.br).

São José dos Campos sediará mais duas jornadas do Envolver até o final do ano. Nos encontros serão abordadas ações de monitoramento para solução de casos de violação dos direitos da infância e juventude; definição dos papéis de cada ator do SGDCA e da complementaridade das atividades; acompanhamento de políticas públicas com previsão de recursos no orçamento municipal; e estratégias para elaboração e implementação de planos de trabalho buscando focar resultados.

Até dezembro de 2007, a Rede Social São Paulo promoverá 63 encontros, organizados em 21 pólos e com a participação de 304 municípios do estado.

Nas salas de aula, participantes

sentam em roda
Marly Cortez, secretária executiva da Rede Social SP
Cenise abriu a reunião
Valsa para descontrair e ensinar

Voltar para o topo