Como podemos ajudar você?

A dedicação de Renan Rodrigues

Se dedicando a fazer o seu melhor desde que entrou na Secretaria de Desenvolvimento Social pela primeira vez, em 2018, Renan Rodrigues recebeu todo o seu valor e reconhecimento ao ser promovido e virar oficialmente Cerimonialista no Departamento de Comunicação Institucional.

Com orgulho de tudo o que vem desempenhando até aqui, essa é a vez de Renan contar sobre a transição de estagiário para efetivo.

 

Como você chegou até a SEDS? Você já conhecia a Secretaria, seus programas e ações?

Eu cheguei na Secretaria em 2018 através do processo do CIEE para contratação de estagiários.

Eu já conhecia os dois programas de impacto da SEDS, que é o Bom Prato e o Vivaleite, pois na região em que moro, grande parte da população é contemplada por esses dois programas. Inclusive, alguns dos meus familiares são usuários dos programas.

 

Esta foi sua 1ª experiência profissional?

Sim, para conclusão da minha graduação era necessário o estágio obrigatório. Além do mais, não tinha tido nenhuma experiência profissional até então. 

Por fim, passei a pesquisar vagas de estágio na área de comunicação, até que participei do processo para estagiários para o Governo do Estado de SP. Passado um tempo, apareceu a oportunidade na SEDS para fazer parte do Departamento de Comunicação Institucional, mais especificamente no Cerimonial e Protocolo, e prontamente aceitei. Desde então, estou aqui até hoje (risos)!

 

Como foi ingressar na Secretaria de Desenvolvimento Social?

No primeiro instante eu fiquei bastante nervoso, afinal você passa a integrar a equipe do Governo do Estado de SP e não tem a dimensão do organismo que é a SEDS, quem são as pessoas, qual a estrutura e qual o seu papel como funcionário de um departamento de comunicação.

 

Qual foi o seu maior desafio como estagiário?

Na verdade, dois grandes desafios passaram por mim como estagiário. Um foi o meu primeiro evento externo da SEDS, que foi praticamente na minha segunda semana de trabalho. Não sabia como fazer e nem como conduzir o evento, fiquei bastante nervoso. Outro momento foi entre setembro de 2019 até janeiro de 2020, é um período específico, mas que exigiu muito raciocínio, sabedoria, rapidez para poder conduzir algumas etapas como Cerimonialista. Foi o momento que eu pude e tive que executar o que eu tinha aprendido até o momento.

 

Após a efetivação, o que mudou para você?

No final de 2019 eu recebi a minha efetivação pela própria Secretária Célia Parnes. Fiquei impactado, pois não esperava. Desde então, passei a executar de maneira mais madura o meu trabalho, passei a atuar nos eventos externos e internos, ampliei o meu relacionamento com os servidores da SEDS, nos municípios do Estado e também em outros órgãos do Governo. E claro que todo esse meu esforço me coroou com uma promoção (risos)!

 

Atualmente, como é trabalhar na Secretaria de Desenvolvimento Social?

Ainda é muito desafiador e pode parecer até clichê, mas é real. Hoje eu sou o responsável por fazer com que os eventos da Secretaria deem certo, todo dia é uma nova situação que precisa de prontidão e pró-atividade.

 

O que você espera para o seu futuro na Secretaria de Desenvolvimento Social?

Espero que com o meu trabalho, eu possa ser um exemplo para quem está chegando agora, da mesma maneira que eu tive e tenho exemplos dentro da minha equipe no meu dia a dia. Além de tudo, continuar desempenhando o meu papel como Cerimonialista da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.