Como podemos ajudar você?
Publicado em 05/01/2022

Programa Bom Prato: do atendimento às inovações

Em dezembro de 2021, o Programa Bom Prato completou 21 anos de existência, já tendo servido mais de 297,7 milhões de refeições entre café, almoço e jantar em suas 60 unidades espalhadas pelo Estado, entre capital, Grande São Paulo, litoral e interior.

Para comemorar o sucesso que é o Programa, o usuário José de Oliveira, aposentado de 67 anos que frequenta o Bom Prato, conta um pouco sobre os benefícios do local em sua vida, incluindo a garantia da segurança alimentar e nutricional.

Frequentador da unidade de Heliópolis, na capital paulista, José passou a fazer suas refeições no Bom Prato há mais de 10 anos, ele relata: “Ao invés de passar fome, ou pagar caro em comidas na rua, essa alimentação do Programa atende as necessidades da população”.

Ao falar que indica o Bom Prato para outras pessoas, ele ainda completa: “Além das refeições acessíveis, gosto da recepção dos funcionários, da limpeza e o respeito com a opinião das pessoas que se alimentam lá. Até mesmo sugiro outras localidades, que possuem o mesmo objetivo em relação ao atendimento”.

Sobre o Bom Prato

O Programa de segurança alimentar promove o desenvolvimento social, valorizando o sentido de vida coletiva, inclusão e convivência, assim como fomentar o exercício da autonomia e dignidade.

Durante a pandemia da Covid-19, o Programa foi ampliado e passou a servir jantar a partir de abril de 2020, a custo de R$ 1, com o objetivo de atender pessoas e famílias em extrema vulnerabilidade social.

Desde o início da crise sanitária, o programa serviu 56,9 milhões de refeições, sendo 1,4 milhão, gratuitas para pessoas em situação de rua. Para receber a refeição gratuita é preciso ter um cartão, entregue apenas para pessoas adultas. Vale ressaltar que crianças com até 6 anos não pagam. Até o momento foram disponibilizados 24.688 cartões aos municípios e o cadastramento é realizado pelas prefeituras.

Início das entregas volante

No mesmo mês em que comemorou seus 21 anos, o Programa contou com mais uma inovação: o Bom Prato Móvel, considerando que nem todo mundo consegue sair de onde mora para ir ao restaurante.

O projeto piloto teve início em Perus e deve contemplar outras sete regiões da cidade. A iniciativa do Governo do Estado pretende facilitar o acesso às refeições das pessoas que tenham dificuldades físicas ou financeiras de locomoção até uma unidade do programa.