Como podemos ajudar você?
Publicado em 16/12/2021

Conheça os programas de combate à fome implementados pelo Governo do Estado

O Governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social tem investido cada vez mais em iniciativas e políticas sociais de combate à fome e à pobreza. O papel do Estado é crucial para reduzir os impactos da pandemia, com medidas de curto, médio e longo prazos, não apenas para o controle da COVID-19, como também para suas consequências. 

Segundo o levantamento da Organização da ONU para Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla em inglês), 49,6 milhões de pessoas, inclusive crianças, deixaram de comer por falta de dinheiro ou tiveram uma redução significativa na qualidade e na quantidade de alimentos ingeridos. No caso das crianças, a situação é ainda mais drástica dado o risco de menor crescimento físico e comprometimento do desenvolvimento cognitivo. Desde o estudo anterior da FAO, 12,1 milhões de brasileiros foram acrescentados às estatísticas da carestia. Os dados foram apresentados no relatório “O Estado da Segurança Alimentar e Nutricional no Mundo”, divulgado em julho de 2021.

 

Bom Prato

O Programa Bom Prato, criado em dezembro de 2000, é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e tem como objetivo oferecer para a população em situação de vulnerabilidade social refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível, servindo diariamente mais de 114 mil refeições em 59 restaurantes em todo o Estado, sendo 22 localizados na Capital, 12 na Grande São Paulo, 8 no Litoral e 17 no Interior. O almoço tem custo de R$ 1,00 e possui uma alimentação balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, proteína, farinha de mandioca, pão, suco e sobremesa (normalmente uma fruta da época). 

 

Vacina Contra a Fome

A campanha “Vacina contra a Fome”, iniciada no mês de abril, arrecadou 36 mil toneladas de alimentos nos municípios participantes dessa grande mobilização de segurança alimentar promovida pelo Governo de São Paulo, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Social do e Secretaria Especial de Comunicação.

A campanha de mobilização continua coletando alimentos no próprio posto de vacinação do município, que são destinados às famílias em situação de vulnerabilidade social da região, assim como em maior insegurança alimentar e nutricional.

Ao todo são 456 municípios participantes, e mais detalhes sobre como participar e o que doar estão disponíveis no site https://www.vacinacontraafome.sp.gov.br. O Estado reforça ainda a importância de os municípios participantes realizarem o reporte semanal da quantidade de alimentos arrecadados.

 

Vale Gás

O Vale Gás, parte integrante do Plano de Segurança Alimentar da Secretaria de Desenvolvimento Social, é um programa de transferência de renda para compra de botijões de gás de cozinha (GLP 13kg) para pessoas em situação de extrema pobreza. O programa contemplou mais de 100 mil famílias que, entre os meses de julho e dezembro de 2021, receberam três vouchers no valor de R$ 100 para compra de botijões. O pagamento foi realizado a cada dois meses, tempo médio de duração de um botijão de gás em uma família composta por quatro integrantes.

 

Viva Leite

O Projeto Estadual do Leite – VIVALEITE está presente em todos os 645 municípios do Estado e é responsável pela distribuição de 2.921.969.969 (quase três bilhões de litros de leite), desde o início do projeto em 1994 até dezembro de 2021, beneficiando mensalmente mais de 196 mil crianças entre 6 meses e 5 anos e 11 meses, e 101 mil idosos acima de 60 anos. O Leite é enriquecido com Ferro e Vitaminas A e D e tem como objetivo principal oferecer um complemento alimentar seguro e de alto valor nutritivo às crianças e idosos de baixa renda que vivem em situação de vulnerabilidade social no Estado de São Paulo. 

Vale ressaltar que, a atual gestão já distribuiu mais de 173 milhões de litros de leite e durante a pandemia da Covid-19, a ampliação do programa reforçou a alimentação para mais de 15.000 mil idosos residentes em 479 Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) pelo Estado Paulista.

No ano de 1993, o Projeto VIVALEITE foi implantado pela Coordenadoria de Abastecimento, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, e no ano seguinte passou a funcionar nesta mesma pasta.

Com o decreto nº 44.569, de 22 de dezembro de 1999, o VIVALEITE foi instituído dentro do Programa Estadual de Alimentação e Nutrição e em 19 de janeiro de 2011, por meio do decreto nº 56.674, passou a integrar a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

 

Outras ações

Sabe-se que a segurança alimentar e nutricional pode ser afetada pelos impactos sociais e econômicos da COVID-19, especialmente se considerarmos as situações de desigualdade social, de renda, étnico-racial, de gênero e de acesso a serviços de saúde. Tendo em vista esses aspectos, a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo oferece estas e outras Ações de Proteção Social que podem ser acessadas no link:

 

https://www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br/acoes-de-protecao-social/

 

Saiba mais sobre as ações do Governo do Estado para combater a insegurança alimentar em nosso Podcast: