Como podemos ajudar você?

Os desafios da inclusão digital e social atrelados à evasão escolar

Os desafios da inclusão digital e social atrelados à evasão escolar

O meio familiar, a ausência de políticas públicas adequadas, o desemprego aliado a fatores econômicos, a baixa qualidade no ensino e o próprio desinteresse do aluno são algumas das razões que levam uma pessoa a deixar os estudos. Identificamos esse fenômeno como evasão escolar. Essa é a chamada evasão escolar.

Quando uma criança começa a frequentar a escola, é inserida em um universo coletivo, com novas relações, seja com os professores, outros alunos e funcionários. A sua adaptação a esse novo grupo social e o seu modo de aprender é essencial para a inclusão neste ambiente.

A inclusão social é caracterizada pelo sentimento de pertencimento à sociedade. Quando se trata do período escolar, este processo pode acarretar efeitos diretos na motivação do aluno e, desta forma, estar associado à sua permanência ou não na escola.

Em tempos de pandemia, outro tipo de inclusão se torna ainda mais essencial: a digital. Quando as escolas fecharam, os meios tecnológicos viraram material escolar, possibilitando a continuidade dos estudos em casa.

Muito utilizado durante o isolamento social, os estudantes do Estado de São Paulo puderam contar com o Centro de Mídias SP, da Secretaria da Educação, uma plataforma que permite o acesso a conteúdos para professores e alunos, tendo como objetivo contribuir com a formação dos profissionais e ampliar a oferta de uma educação de qualidade para os jovens. Os conteúdos ficam disponíveis para a consulta, possibilitando o aprendizado e incentivando a inclusão digital.

O acesso dos alunos às tecnologias é apenas um pequeno passo rumo à total inclusão dos jovens. De nada basta um celular se não há instruções para utilizar as ferramentas dessa nova realidade. A inclusão digital é parte da solução que sempre se procurou para impulsionar a sociedade rumo ao desenvolvimento, mas de nada adianta sem conhecimento.

Os desafios se tornam complexos pelas inúmeras realidades e desigualdades ainda encontradas no país. Políticas públicas podem e devem ser pensadas considerando cada um desses pontos para reduzir a evasão escolar. Dentre as principais consequências desse fenômeno negativo para a sociedade, estão a violência, a criminalidade, a saúde e o desenvolvimento econômico e social.

É preciso reconhecer que a educação é capaz de derrubar o muro da desigualdade. Com educação, a mobilidade social passa a ser uma realidade cada vez mais palpável. Esse é o olhar cuidadoso do Governo do Estado para todos os alunos e, consequentemente, para toda a população paulista.